Últimas Notícias

Destaques

Filtro por Categorias

Como a previdência privada pode ajudar os profissionais liberais


Um passarinho preso na gaiola diz a outro, livre: "deve ser linda a liberdade". O que está solto responde: "sim, claro, mas alpiste todo dia tem o seu valor". Essa é a Fábula do Freelancer, do quadrinho de Odyr Bernardi. A história é o resumo da realidade em que vivem não só os “freelas”, mas outros profissionais liberais atualmente.

 

Apesar das vantagens de serem livres em questão de horários, locais de trabalho e formas de pagamento, esses profissionais não costumam ter nenhum tipo de direito assegurado nem a garantia de salário fixo no fim do mês. Há períodos melhores e outros piores. Como a preocupação é sempre de curto prazo - "como pagar as contas que estão para vencer?" -, o planejamento da aposentadoria fica, na maioria das vezes, em segundo plano.

 

Por isso, ao chegar com a idade mínima para se aposentar, diversos pensionistas se vêem precisando trabalhar as mesmas horas da ativa, porque não têm uma renda complementar para manter o mesmo padrão de vida. Muitos, apesar de apresentarem algum tipo de doença, não podem se dar ao luxo de parar. Já aqueles que gozam de mais saúde se vêem impossibilitados de aproveitar o que a "melhor idade" tem a oferecer.

 

A importância da previdência privada

 

Sabe aquele projeto de ganhar na loteria? Não é projeto, é sonho. Mas, talvez, com planejamento, poupança e investimento, esse desejo possa ser realizado sem precisar acertar seis números. Dessa forma, seria viável diminuir as horas ou, até mesmo, deixar de trabalhar completamente. Aproveitar para viajar, curtir filhos e netos, ter uma casinha de campo ou de veraneio e passar a se dedicar a um hobbie.

 

Os planos de previdência privada aberta, PGBL e VGBL, podem ser uma alternativa de renda complementar. As vantagens são inúmeras, a começar pelo fato de que ela é flexível como os pagamentos de um profissional liberal. As contribuições podem ser feitas da maneira mais adequada para o contratante: um montante único, depósitos mensais ou eventuais. 

 

icatu_ebook_previdencia_banner_blog_280x236.jpg

Também não é necessário esperar a idade mínima para sacar o dinheiro. Caso esteja em um período de dificuldade ou, simplesmente, queira realizar um sonho de consumo, a previdência privada também pode ser utilizada. Dependendo do plano ou da renda do contribuinte ainda é possível obter benefícios fiscais.

 

O PGBL, ou Plano Gerador de Benefício Livre, é indicado aos que optam pelo formulário completo na hora da declaração anual do Imposto de Renda. Para essas pessoas, o plano apresenta a enorme vantagem de deduzir até 12% da renda bruta anual tributável. Na hora do saque do dinheiro, o imposto incide sobre o valor total do resgate.

   

Mais do que qualquer outro tipo de profissional, os liberais são os que precisam mais se planejar e se preocupar com o dia de amanhã, para que a idade avançada não prejudique a procura por alpiste. 

 

 

 icatu_banner_blog_previdencia_IR_770x350.png

 

 



 

Cadastre seu e-mail e receba nossa news!


Mídias Icatu