Últimas Notícias

Destaques

Filtro por Categorias
Blog Vida e Previdência
By
Junho 20, 2017

A importância do seguro em cada fase da vida


Em cada fase da vida é preciso um planejamento financeiro diferente, pois os anos passam e as necessidades mudam com o tempo.

E conforme vamos ficando mais maduros nossas prioridades também, assim como a necessidade de se proteger e prevenir de acontecimentos inesperados que a vida nos reserva. No entanto, esse planejamento precisa ser feito ainda na juventude, mas muitas pessoas deixam para pensar nisso somente quando o problema chega, e as vezes pode ser tarde demais.

 

Veja como o seguro de vida é fundamental em vários momentos, desde a juventude a velhice, e perceba como atitudes simples como ir ao cinema por exemplo, podem custar mais caro, do que pagar por um seguro.

 

Juventude

Um jovem batalhou para conquistar sua autonomia e não depender mais financeiramente dos seus pais. Mas, e se uma doença ou um acidente deixá-lo inválido por um período ou pelo resto da vida? Uma cobertura de invalidez ou doenças graves vai fazer toda a diferença nesse momento, pois garantirá seu sustento e a manutenção dessa independência conquistada.

 

Por outro lado, o jovem pode ter pais idosos que dependem financeiramente dele. Já pensou sobre como eles iriam arcar com o custo de saúde, habitação e cuidados de longo prazo se esse jovem morresse prematuramente? 

 

O mesmo exemplo pode se aplicado para os recém-casados ou casais ainda sem filhos. Certamente, cada um possui sua contribuição financeira individual no casamento. Portanto, a falta de um dos parceiros inesperadamente, ou sua invalidez, deixará para o que fica algumas obrigações que não desaparecem. Imaginem se esse jovem casal estivesse financiando a compra do imóvel próprio? Com a falta de um deles, como o outro arcaria com os custos?

 

Maturidade

Já na fase da maturidade, na qual já se constituiu uma carreira, família e filhos, é quando a pessoa começa verdadeiramente a se preocupar com algum tipo de proteção. “Como minha família irá viver sem minha renda”, “Quem arcará com a educação dos meus filhos”. Questões como essas podem tirar o sono de muita gente, mas elas podem ser rapidamente solucionadas e tranquilizadas com um seguro de vida que vai proteger tudo o que se tinha planejado, mesmo em caso de uma morte prematura.

 

Por exemplo, o seguro de vida pode garantir, não só educação na fase escolar, como a faculdade e todos os seus custos, como habitação, mensalidades, livros, entre outros.

 

icatu_banner_blog_ebook_seguro_vida_770x350.png

Além disso, nessa fase, o planejamento para a aposentadoria já deve fazer parte dos seus planos, com algum tipo de investimento que garanta dos recursos para esse momento da vida. Mas, e se algum imprevisto te impedir de acumular os recursos necessários? Somente com o que foi poupado será suficiente para o sustento da sua família?

 

Velhice

E na velhice, quando já estamos curtindo a aposentadoria, os filhos estão criados, formados e com sua própria independência financeira. Qual seria a função do seguro de vida nessa altura do campeonato? Muito simples. Tudo que se quer nessa fase é deixar para seus herdeiros o que foi conquistado ao longo da sua vida, sem ser uma grande “dor de cabeça.” Assim, quando morrerem, o seguro de vida assume a função de cobrir gastos com advogados e impostos para a transmissão de patrimônio. Além disso, eles também contam com uma assistência funeral que irá auxiliar a família a passar por esse momento difícil.

  

7 coisas do seu dia a dia que custam mais que o seguro de vida

 

Entre alguns mitos que envolvem os seguros de vida, um deles é achar que o produto custa caro. No entanto, os preços do seguro de vida são flexíveis e adaptam-se a todos os bolsos dependendo das necessidades a serem garantidas.

Veja só: um seguro de vida com capital de R$ 200 mil para uma pessoa com 30 anos custa, em média, R$ 30 por mês e para uma pessoa com 40 anos, com capital de R$ 150 mil, não chega a R$ 42 mensais.

 

A seguir, vejam sete coisas do seu dia a dia que custam bem mais que isso. Que tal abrir mão de uma delas pela proteção da sua família?

 

  • Ingresso de cinema, com pipoca e refrigerante 

Custo aproximado: R$ 40

  • Estacionar o carro no shopping 

Custo aproximado: R$ 36 reais por mês (considerando uma ida semanal)

  • Cafezinho depois do almoço

Custo aproximado: R$ 60 reais por mês (considerando um cafezinho por dia de segunda a sexta)

  • Beber refrigerante 

Custo aproximado: R$ 100 por mês (considerando uma lata por dia de segunda a sexta)

  • Corrida de 10 km de Taxi 

Custo aproximado: R$ 36 reais

  • Ingresso de jogo de futebol

Custo aproximado: R$ 50 reais por pessoa

  • Pedir uma pizza no domingo

Custo aproximado: R$ 40

 

 

 

 

 Quer saber mais como funciona um Seguro de Vida, suas coberturas e assistências? Fale com um consultor especialista, aproveita e peça uma cotação e proteja a sua família contra qualquer imprevisto! Clique Aqui!

 

icatu_banner_blog_proteger_770x250.png

 

 

 

Cadastre seu e-mail e receba nossa news!


Mídias Icatu

O seguro de vida não é só para a morte, é também para a morte.